Caminhada ao São Bentinho

Como prometido é devido, finalmente decidi cumprir uma promessa que tenho para com o São Bentinho desde os meados de Julho e vou-vos contar tudo sobre isso agora.

Posso garantir que a pior parte de todo o percurso foi acordar às 3:45 da manhã. Senti como se tivesse acabado de fechar os olhos e de repente lá estava o meu pai, a dizer-me que estava na hora de tomar o pequeno-almoço e fazer-me ao caminho.

O tempo estava muito pouco convidativo quando saímos de casa, o vento estava gelado e o nevoeiro cerrado fazia com que não vissemos um palmo á frente do nariz. Contudo a boa disposição conseguiu compensar o frio. Aliás ainda bem que estava um bocado fresquinho, pois graças a isso o caminho fez-se lindamente e no espaço de duas horas fizemos quase metade do percurso. Ao nascer do sol, já estavamos algures em Vieira do Minho a tomar o pequeno-almoço, que os carros vassoura nos levaram. (Obrigada Pai e Mãe por nos irem levar o lanchinho, que soube incrivelmente bem!) O único problema de lanchar é que “parar é morrer” como se costuma dizer. É incrível como em 10 minutos conseguimos arrefecer tanto os músculos, nada que não se resolvesse, mas as energias diminuíram ligeiramente no fim do lanche, pelo menos para mim. Demorou um bocado a ganhar de novo o ritmo, mas assim que o ganhei começamos uma descida que pareceu interminável. O caminho até ás pontes foi sempre feito numa estrada de bermas estreitas e o facto de irmos constantemente a travar a passada cansa muito mais do que quando estamos a subir. Nessa descida, tive a infelicidade de tropeçar e ao fazer o esforço para  me segurar de pé dei cabo da lateral do meu pé, que apenas me começou a torturar quando paramos nas pontes para tirar fotos e os músculos voltaram a arrefecer. É escusado dizer que fui até ao São Bento a coxear. Nada como ter fé para nos fazer avançar mesmo nos momentos mais complicados e a verdade é que acho que foi a fé que me levou a conseguir fazer o caminho tão facilmente.

Quando cheguei ao São Bento, fui preenchida por uma sensação de orgulho por ter aguentado o caminho e de realização, pois já tinha mais uma promessa e mais um objetivo cumprido. Agora só tenho de lidar com as dores e com o pé inchado nada de mais.

Deixo-vos aqui as fotos da caminhada, que apesar de não estarem com grande qualidade ilustram muito bem o percurso e a boa disposição!

20171005_06405820171005_070945(0)20171005_07511720171005_08064220171005_08064720171005_08065020171005_09065720171005_09070120171005_09070420171005_10003920171005_101844

PS : Obrigado Geninha pelo lanche no retorno soube pela vida antes de ir dormir!

Um pensamento sobre “Caminhada ao São Bentinho

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s